•  

     

     

     

    VERSÃO FINAL DA PESQUISA

    Está no ar versão completa da pesquisa inédita feita com candidatas negras das eleições de 2020.

     

    Participaram 142 mulheres negras de 21 estados e todas as regiões do Brasil, de 16 partidos. Todas elas estavam comprometidas com a Agenda Marielle Franco.

     

    Quando mulheres negras são impedidas de se tornarem candidatas ou de exercerem livremente seu cargo político, estamos falhando. E precisamos falar sobre isso.

    VEJA AGORA A VERSÃO COMPLETA DA PESQUISA

    SE INSCREVA PARA BAIXAR A PESQUISA COMPLETA COM DADOS E DEPOIMENTOS

  • SUMÁRIO

    SOBRE A PESQUISA

    APRESENTAÇÃO, OBJETIVOS E METODOLOGIA

    PERFIL DAS PARTICIPANTES

    QUEM SÃO AS MULHERES NEGRAS QUE ESTÃO SOFRENDO VIOLÊNCIA POLÍTICA?

    DEPOIMENTOS SOBRE AS VIOLÊNCIAS

    CATEGORIAS E O IMPACTO SOBRE A VIDA DESSAS MULHERES

    DADOS SOBRE AS DENÚNCIAS

    PARA QUEM ESTÁ SENDO DENUNCIADO E A EFETIVIDADE

  • SOBRE A PESQUISA

    O problema da violência política no Brasil é histórico e tem raízes estruturais refletidas em nossa sociedade.

     

    É uma violência que

    se manifesta de várias formas: agressões físicas, psicológicas, morais, sexuais, virtuais, institucionais, raciais, de gênero, LGBTQI+fóbicas entre outras.

     

     

    É cometida contra candidatas, eleitas, nomeadas ou na atividade da função pública.

     

    A pesquisa A Violência Política Contra Mulheres Negras propõe-se a mapear quais tipos de violência política tem se manifestado contra o corpo de candidatas negras e quais os efeitos que a violência política têm na vida dessas mulheres no âmbito das eleições municipais de 2020.

    O exercício desta violência política pode influenciar na tentativa, ingresso ou permanência de mulheres negras na vida política, afetando assim os rumos da democracia brasileira.

     

    A pesquisa foi lançada em duas partes. A versão preliminar no dia 6 de novembro e a versão completa no dia 10 de dezembro.

  • POR QUE O INSTITUTO MARIELLE FRANCO ESTÁ FAZENDO ESSA PESQUISA?

    O Instituto nasce de uma violência política brutal. O assassinato de Marielle e Anderson expôs ao mundo as estruturais rachaduras presentes na frágil democracia brasileira.

     

    Nossa missão, além de fortalecer e apoiar mulheres negras, LGBTQIA+s e periféricas, é atuar para diminuir os índices de violência política contra mulheres negras no Brasil em toda América Latina.

     

     

    São as mulheres negras que lideram os processos de transformação social nos mais diversos territórios do Brasil, reconhecer a importância e liderança que estes corpos têm na defesa de uma democracia plural, verdadeiramente participativa, antirracista, antimachista e LGBTfóbica é essencial.

    Neste estudo preliminar, desenvolvido pelo Instituto Marielle Franco, em parceria com a Justiça Global e Terra de Direitos, pretendemos evidenciar a urgência da elaboração de mecanismos que garantam o direito ao livre exercício político das populações negras e indígenas, em especial as mulheres, assim como a segurança e proteção daquelas que colocam seu corpo a disposição para a política.

  • OBJETIVOS DA PESQUISA

    1

    MAPEAR

    quais tipos de violência política tem se manifestado contra o corpo de candidatas negras

    2

    ANALISAR

    o cenário da violência política eleitoral contra mulheres negras nas eleições de 2020,

    3

    VISIBILIZAR E PAUTAR

    o impacto que este tipo de violência tem sobre a vida política das mulheres negras do Brasil

    4

    CONTRIBUIR

    para a produção de medidas efetivas para superar e mudar esse cenário no país.

  • METODOLOGIA

    1) O desenvolvimento desta pesquisa foi realizado com mulheres negras candidatas comprometidas com a Agenda Marielle Franco.

     

    2) Utilizamos um questionário online composto por um total de 41 perguntas, sendo 33 perguntas fechadas e 8 perguntas abertas, e dividido pelos blocos: Perfil sociodemográfico das candidatas, mapeamento da ocorrência de violência política contra mulheres negras e denúncias e relatos.

     

    3) As candidatas responderam durante o período de 21 a 28 de outubro. A amostra da pesquisa conteve a participação de 142 mulheres negras candidatas, de 21 estados do Brasil pertencentes a 93 municípios, com todas as regiões do país abrangidas.

  • CONFIRA OS DADOS COLETADOS

    BAIXE A VERSÃO COMPLETA DA PESQUISA

    NAVEGUE PELOS DADOS PRÉVIOS

  • BAIXAR A PESQUISA

    Preencha o formulário ao lado para acessar o link de download do relatório completo com os dados. Te enviaremos chamados urgentes sobre o tema da violência política, mas você pode sair da lista quando quiser.

     

    Continuaremos lutando para que nenhuma mulher negra seja impedida de acessar a política ou de exercer o livre exercício do seu cargo.

  • ORGANIZAÇÃO

    O Instituto Marielle Franco é uma organização sem fins lucrativos, fundada pela família de Marielle como uma resposta ao brutal assassinato da vereadora em 2018.

     

    Os pilares do Instituto são: lutar por justiça, defender a memória, multiplicar o legado e regar as sementes da Mari.

     

    Somos uma organização independente e precisamos de doações de pessoas como você para seguir em frente.

     

    Apoie doando o quanto você puder:

    apoie.institutomariellefranco.org

     

    Parceria